Feche a porta ao entrar

Feche a porta ao entrar

(Leia ao som de Perfect do One Direction)

Estou aqui porque estou sem lugar pra ir, e vir pra cá me pareceu ser uma boa ideia. Até ver seus lençóis revirados e ficar me perguntando o motivo deles estarem assim. Balanço a cabeça pra afastar esse pensamento. Estou sentada na sua cama balançando os pés com impaciência e você está gritando com a televisão por causa desse jogo idiota de luta. Eu fico em silêncio mas na minha cabeça está se passando um monte de coisas que eu queria te perguntar mas não posso, engulo pra dentro de mim, “hoje não” eu digo, e realmente, hoje não.

Você dá pausa, se vira e me olha “tá tudo bem ?”, eu faço que sim com a cabeça e te dou um meio sorriso, “você quer alguma coisa ?”, sim, você. Mas acho que você ainda não viu isso, e se viu finge não ver. Eu no seu lugar faria o mesmo, mas parece que dessa vez os papéis se inverteram, e se me toca pouco é porque deve ter medo de eu quebrar ou algo assim. Se me olha nos olhos logo desvia porque sabe que não vale acabar com a sua paz de espírito.

Mas eu queria dizer que sou forte, que eu aguento, aguento lutar por mim e por você, mas parece que não quer. Isso tudo nunca passou de uma ideia que não saiu do papel. Seu plano b para não ter que ficar sozinho. Sua cama cheia e meu copo também. Quando eu te escolhi. Te escolhi quando você ficou com medo e me deixou te abraçar, te escolhi quando você me olhou como quem quisesse que eu ficasse e eu fiquei, eu fiquei mas já fui tantas vezes que me pergunto se a culpa é minha. Me pergunto o por quê de não ter trancado a porta se eu sempre deixo você voltar. Você sabe o caminho o que o meu corpo faz ao encontrar o seu.

Talvez se eu tivesse ficado mais você percebesse, mas longe eu queria que tivesse sentido a minha falta. Nesse momento já virei pó e peço licença pra ir no banheiro, só não vomito porque eu não comi nada o dia inteiro na esperança de você me alimentar com as suas falsas expectativas. Lá eu me arrasto até a parede, tudo gira e estou no mesmo lugar perdendo a noção do tempo, tento me recompor o máximo que eu posso pra você não perceber que : porra, eu sou uma mulher incrível que você tá deixando ir. Mas você não sabe disso porque não sabe que eu me apaixonei por você mesmo não escolhendo por isso. “Você tá precisando de algo ?” você diz enquanto está do lado de fora me esperando com os olhos fixos em mim. E decido te falar a verdade, que sim, estou, do seu abraço. E me visto dele porque estou nua por dentro.

Anúncios