(Leia ao som de Prove you wrong do He is We)

A gente se conheceu no tempo errado. Eu não falo de chuva nem de sol, era noite e fazia frio, pra combinar com que eu tava congelado dentro de mim, o que você percebeu assim que me viu. O que eu não vi até te conhecer, é que eu precisaria de você pra dar um pouco mais de vida em mim e pra me fazer acreditar de novo nas coisas. Eu deveria ter levado um casaco também, mesmo com todo o álcool do mundo eu deveria ter me preparado pra você. Pra ver meu mundo colidindo e batendo no seu, ver as coisas tomando uma forma diferente, mais bonita. Mas a verdade é, que eu nunca iria estar preparada, nem se eu ficasse anos nessa incógnita que você é, meus resultados sempre vão dar quebrados e nunca vai dar certo, assim como a gente não deu.

Mas eu estou de falando de tempo, e de como ele agiu diferente pros dois, antes mesmo da gente se conhecer, com as outras pessoas que já pertencemos, ele nunca foi justo com a gente. Não deu tempo de marcar reserva naquele restaurante que você queria me levar, não deu tempo de te beijar na chuva, não deu tempo de tirarmos fotos em todos os lugares bonitos da cidade, não deu tempo de você ser você e eu ser eu, ou nesse caso, o melhor que deveríamos ter sido um pro outro, o que enfim merecíamos daquela vez. O que me faz imaginar o que teria feito dar, quando escrevemos uma história com capítulos pequenos demais.

As invés disso acabamos sendo isso, um turbilhão de sentimentos que não conseguimos lidar e acabamos não demonstrando nada do que podíamos, nada do que queríamos. A culpa não foi nossa mas foi, mas essa parte eu sempre entendi, na verdade eu sempre entendi os finais, só não entendo porque faltou tanto se estávamos dispostos a dar até o que não tínhamos só pra não vermos a nossa vida enrolar e desenrolar, como você mesmo dizia, o que você sempre tentou evitar.

A gente se conheceu no tempo errado mas nunca deve existir um certo. A forma que a gente consegue sobreviver é o que vale. E o pouco (ou muito) que conseguímos ficar sem enlouquecer eu vou guardar comigo. Desde o meu porre daquela noite em que te conheci até os porres que vou precisar ter pra não ter que lembrar mais de você. Mesmo que hoje eu olhe pra todos lugares e te veja, desde o lugar que íamos comer toda Sexta-feira até as ruas que andamos de mãos dadas tendo a certeza que andaríamos cem vezes mais porque não era pra ter acabado, era pra ter dado certo porque eu queria que fosse você, mas a pior parte é que não foi. E quando encontrarmos outras pessoas, e quando nos apaixonarmos da maneira certa, eu sempre vou me perguntar por quê não a gente. 

Então nesse caso é, faltou tempo, pra mim e pra você, faltou tempo pras pequenas coisas, faltou tempo pra te dizer que eu iria sentir sua falta porque tá chovendo dessa vez, e você nunca mais vai estar aqui.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s