Faz uma semana que a gente terminou. Já parei de tentar adivinhar qual das vezes que a gente já fez isso e gritou um com o outro e falou que não ia mais ter volta. Mas depois de um tempo de muitos ‘vai e volta’ parece que a gente se machuca mais, parece não, a gente só se machuca mais e parece que durante dias e semanas é só isso mesmo : gritaria desnecessária. Mas dizem que se não acaba assim é porque nem amor era mais. Ele falava algo que não iria voltar atrás e que tinha razão no que disse e eu acabava beijando o primeiro que aparecesse só de raiva e enchendo a cara mesmo em alguma balada qualquer da vida. Até ai nada de novo, o que estava ficando velho era o tempo passar e a gente nunca aprender a lidar um com o outro e com os nossos sentimentos.

É engraçado o que a gente faz durante esse tempo, sendo ele uma semana, um mês ou um ano. E mais ainda o que a gente sente. Eu falava com todas as minhas amigas e aos sete ventos que não dava pra continuar e que não aguentava o fato dele ser imaturo pra tudo e não saber me entender. De eu ter que pedir tanto e me irritar pelo simples fato de que ele não tinha iniciativa pra nada. Depois disso parecia que a ficha caia que eu não iria vê-lo todos os dias e eu só conseguia sentir falta.

Da mensagem que eu só conseguia ver de madrugada porque eu acabava caindo no sono sem querer e não respondia, de ligar só pra saber onde ele estava mesmo sabendo que ele tinha ido pro futebol com os amigos, de marcar em alguma publicação do Facebook que me lembrava da gente ou tirar algum print no celular para mostrar quando estivéssemos juntos só para rir daquilo. De fazer planos de comer em algum lugar que eu queria muito e ele não, porque ainda assim ele iria me levar só pra fazer a minha vontade. De sentir que eu tinha alguém pra quem voltar pra casa depois do trabalho ou passar o final de semana vendo filme e não fazer mais nada.

Acho que no fundo essa fase da saudades é o que faz todo mundo voltar. Foi o que aconteceu comigo s-e-m-p-r-e. É a parte que mais dói e a que mais precisa ser sentida também, eu digo que é a parte mais idiota porque você só dá valor pra pessoa quando perde isso tudo, nesse quesito eu tenho que citar o meu ex. Sem lembrar das brigas, sem lembrar das discussões que nos fazem terminar em primeiro lugar porque tudo isso some de repente. É que nesse momento de grande euforia e saudades, e durante o sexo maravilhoso de reconciliação e de todo o choro de ‘a gente nunca mais vai fazer isso’ ninguém nunca para pra pensar se foi o certo ou não. Se foi certo dar razão ao coração e não a cabeça (no caso dos homens é sempre bom saber se é a de cima ou a de baixo).

Tenho pra mim que ninguém quer pensar, a verdade é, pra que pensar ? Se vocês estão dormindo na mesma cama todas as noites e ninguém toca mais no assunto. Mas olhar pro que foi jogado pra debaixo do tapete ? Jamais. Faz uma semana que eu terminei com ele e tô nessa fase da saudades e posso dizer que tô no inferno, até mesmo porque o calor no Rio ultimamente está de matar. Mas não sei se é meu orgulho falando ou a minha consciência de que foi melhor assim, porque ao mesmo tempo em que sinto falta lembro de vários outros motivos para me lembrarem que foi a escolha certa. E não, não é porque o Carnaval vai acontecer daqui a 50 dias, e sim porque tudo o que acontece, acontece por uma razão.

E o melhor é que eu sei que o sentimento existiu porque eu não guardo o choro que vem antes de dormir e nem luto contra a dor no peito de não poder mais contar com ele pra tudo, até pra matar uma barata. Isso tá me fazendo crescer de alguma forma e o que ninguém te conta sobre os términos é : que não dura para sempre a dor, e que se for seu vocês vão se encontrar com um olhar mais maduro e com cabeças mais decididas. E bom, no fundo, é o que eu espero pra mim também….E se não for ? Bem, acho que vida é assim mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s